O que é uma Software House? Definição, tipos e características principais.

O que é uma Software House? Definição, tipos e características principais

O que é uma Software House? Definição, tipos e características principais.

Você sabe o que é uma software house e quais tipos existem? Confira nosso guia para montar a sua software house.

Tempo de Leitura: 5 minutos

Já sabemos que a tecnologia é o caminho para o futuro, assim, abrir uma empresa de software pode ser seu passo para o sucesso, mas como qualquer tipo de negócio, começar é um caminho árduo. Foi pensando nisso que criamos esse guia para te ajudar a começar sua Software House. 

Não é apenas ter uma ideia criativa ou a parte técnica. O importante é você ter uma noção concreta de qual problema você está tentando resolver e como vai vender seu produto/serviço. Além de pensar constantemente em como se destacar entre empresas já estabelecidas, por isso, quer se destacar? Continue a leitura. 

Conheça a Casa do Desenvolvedor

O que é uma Software House?

Uma Software House (SH) é uma empresa especializada em criação de produtos de software, utilizando geralmente as tecnologias mais recentes. Elas se dedicam principalmente em software comercial, com licença única ou software como serviço (SaaS). 

Em poucas palavras, uma software house usa tecnologia para desenvolver soluções para os problemas dos seus clientes. 

Existem algumas abordagens diferentes de SH, variando de acordo com a base de clientes e a especialização, assim, possuem diferentes processos de design, estratégia, metodologia e muito mais que veremos a seguir.

Quais os tipos de empresas de software?

A maneira mais fácil de classificar as software house é dividi-las em SH baseadas em serviços e baseadas em produtos. 

A primeira trabalha diretamente com as demais empresas, fornecendo serviços como desenvolvimento de software personalizados, consultoria, suporte e também equipes de desenvolvimento dedicadas. Ao contratar empresas assim, existe uma grande vantagem, a construção de uma solução personalizada, que corresponda exclusivamente aos processos, operações e necessidades da sua empresa. 

Já a segunda, baseada em produtos, desenvolvem seus próprios produtos e entregam para usuários finais, que podem ser empresas ou clientes individuais, portanto, eles trabalham no modelo B2B e B2C. Um bom exemplo de empresa baseada em produtos é o Google, que possui uma gama de soluções que podem ser configuradas para atender às necessidades das empresas. 

Principais passos para começar uma Software House.

Uma coisa é certa, não existe uma fórmula universal ou uma fórmula mágica para começar um negócio e esteja ciente que um negócio com sucesso também não garante o sucesso eterno. 

Mas focando seus esforços, seu negócio ganha força! Pensando nisso, algumas etapas inciais são cruciais para você abrir uma empresa de software, confira: 

     1- Identificando um problema

Todas as empresas são pensadas e projetadas para resolver um determinado problema. Lembra do Steve Jobs? Ele teve a ideia de que seria prático o cidadão comum ter um computador em casa. 

É essa busca por solucionar um problema que fará sua empresa competir com outros gigantes. 

Mas atenção, isso não significa que você precisa criar uma tecnologia totalmente nova (mas isso é ótimo também!). Você e sua software house podem inovar as tecnologias já existentes e levar soluções para outras áreas. 

Por exemplo, a Inteligência Artificial não é nova, mas integrá-la ao e-commerce foi inovador, não é mesmo? 

     2- Criando um plano de negócios.

Encontrada a solução para o problema que você quer resolver, é hora de organizar, criar um plano de negócios, isso fará você dobrar as chances de atingir seus objetivos, já que esse plano serve como um guia, cobrindo todas as etapas, desde a solicitação de empréstimo, aquisição de capital de investimento, grandes compras, recrutamento e criação do time até a estratégia de crescimento. E ela possui os seguintes pontos:

  • Resumo do negócio: Descrição da missão da empresa, detalhes sobre os cargos, liderança, funcionários e operações. 
  • Descrição do Produto/Serviço: Como o nome já fala, aqui contará em detalhes, como será o produto/serviço oferecido. Preços, funcionalidades e benefícios também se encontram aqui. 
  • Público-Alvo: Descrição do público-alvo do seu negócio, incluindo a análise de concorrência e tendências do seu setor. 
  • Estratégia de Marketing e Vendas: Conta com a descrição da estratégia que a empresa adotará para atrair seu público-alvo. 
  • Orçamento: Compilado de custos estimados relacionados com as operações da empresa, isso inclui curtos com pessoal, desenvolvimento, fabricação, marketing e demais despesas.

     3- Financiando sua solução

Descoberto a solução, feito o plano de negócios, como colocar na prática? Levantar capital para iniciar o negócio pode ser um passo difícil, ainda mais se o valor que você precisa está além do seu crédito bancário. Por isso, você pode optar por outras formas de arrecadação de fundos. 

Você pode ingressar em programas de aceleração ou entrar em contato com investidores para obter financiamento adicional e isso pode ser muito benéfico, porque além do capital, você recebe orientação para lançar seu produto/serviço. 

     4- Contratando pessoas

As pessoas que você contratar terão um papel significativo para o sucesso do seu negócio. Membros fundadores da sua empresa, definem a base e a dinâmica de como sua empresa irá operar, então você precisa ser prático na seleção da sua equipe, desde a equipe de desenvolvedores até a equipe do RH. 

     5- Criando seu MVP

Construir um MVP (Minimum Viable Product – ou Produto Mínimo Viável) é um passo diferencial, pois ajuda você a obter um feedback inicial do seu público-alvo. Uma versão beta do seu produto te ajuda a avaliar e estimar seu desempenho a longo prazo e também será como sua introdução ao mercado. 

Quais as funções/cargos dentro de uma Software House?

Por fim, mas igualmente importante, vamos falar sobre as funções que existem dentro de uma Software House. Não existe um modelo fechado, cada empresa possui uma forma de trabalhar, então pode ser que algumas funções sejam desempenhadas por uma mesma pessoa. Mas as principais funções são:

Gerente de Projetos:

Este é o profissional responsável pelo andamento de todo um projeto. É focado em garantir que os objetivos e metas sejam alcançadas e as entregas sejam no prazo. 

É quem geralmente tem contato direto com o cliente e organiza a comunicação dentre cliente e equipe. Precisa também estar sempre ciente do que está acontecendo com o projeto.

Designers:

São eles "a cara" do projeto, definindo e criando todo seu layout. E se houver uma equipe de marketing, é ele quem fica responsável por criar o layout do site da empresa, materiais para redes sociais e anúncios. 

Programadores:

Essa é a pessoa que ficará responsável por escrever o código do software e muitas vezes são divididos em programadores front-end e back-end. 

O primeiro dá vida ao layout que o designer criou, usando, por exemplo, HTML, CSS e JavaScript. Já o segundo, lida diretamente com o código no servidor, sendo a pessoa que conecta o banco de dados para o front-end desenvolver a parte que será exibida ao usuário final, utilizando linguagens como Java, PHP, Python, etc. 

Existem também os programadores full-stack, que desenvolvem tanto o front-end como o back-end. 

Suporte:

A pessoa do suporte é responsável por dar assistência aos clientes, dedicando-se a resolver problemas e dúvidas. Independente se sua empresa é grande ou pequena, elas devem ter esse tipo de apoio. 

Analista de Testes e Qualidade:

Este profissional é focado em testar o software antes de entregar ao cliente e averiguar se todos os requisitos foram atendidos. A qualidade do produto a ser entregue depende deles, pois o usuário está cada vez mais exigente. 

Comercial

Também uma área importantíssima na empresa, precisa ser sempre treinada e alinhada com os objetivos da empresa para conquistar cada vez mais clientes e garantir que eles tenham uma jornada satisfatória. 

Recursos Humanos

Importante para o relacionamento entre empresa e colaborador. O bom desempenho deste setor no dia a dia de trabalho é importante para o bom funcionamento da empresa, sempre pensando na qualidade de vida de todos da empresa e também trabalha para manter toda a equipe envolvida. 

Pronto, agora você já sabe o que é uma software house e já tem um guia de como iniciar a sua. 

Com o Programa Software House de Sucesso você já começa no caminho certo!

Já conhece o Programa Software House de Sucesso da TecnoSpeed? 

Um programa completo que está disponível gratuitamente no nosso fórum, com lições de estratégia, marketing, gestão e muito mais, para ajudar sua empresa a crescer! 

Acesse agora pelo botão abaixo:

Conclusão

O software está em quase todos os lugares, muitas organizações não funcionam mais sem eles e o trabalho das Software Houses é criar soluções, distribuir e aperfeiçoar as tecnologias, sempre focada em inovação.

Karina Harumi
Karina Harumi
Analista de Marketing e Inovação. Responsável pelo Fórum e pelo Blog da Casa do Desenvolvedor da TecnoSpeed, a comunidade de fortalecimento do desenvolvimento de software no Brasil e uma apaixonada pelo universo do UX/UI Design. Uma boa experiência é tudo. ♡

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.