Pentest – Tudo o que você precisa saber!

Pentest – Tudo o que você precisa saber!

Pentest - Segurança Digital

Pentest – Tudo o que você precisa saber!

 

Investir em segurança digital é uma necessidade iminente! O Pentest está para ajudar nessa função. Venha conhecer um pouco mais sobre ele.

 

Tempo de Leitura: 4 minutos

O pentest é a tecnologia que promete combater os ataques de cibercriminosos. 

O universo digital expandiu nossas mentes e os negócios, a evolução dos meios computacionais ganharam espaço gigantesco no mundo empresarial, impactando tanto nos processos meios e operacionais, como na atividade final. 

Nesse cenário, as ameaças digitais são preocupantes. Usuários mal intencionados buscam invadir sistemas através de brechas, causando grandes dores de cabeça e prejuízos para as empresas.

É justamente para evitar este tipo de ataque que o pentest tools entra em ação, melhorando o nível de proteção da organização. Vamos entender melhor todos detalhes que compõem esta medida de segurança eletrônica.

Conheça o TUP4DEV

O que é o Pentest e para que serve?

Resumidamente, o pentest é um teste de penetração, o qual pode ser aplicado de diversas formas em sistemas ou redes corporativas.

Trata-se de um exercício que permite que um especialista em segurança da informação simule um ataque de um hacker, determinando vulnerabilidades e brechas na segurança digital de uma empresa.

Esta estratégia faz parte do hacker ético, pela qual se utiliza as mesmas técnicas que os invasores usam para penetrar, roubar informações e inutilizar sistemas. Porém, como refere-se apenas a uma simulação controlada, não existem riscos nem prejuízos para o negócio.

Objetivo de um pentest

O principal propósito do pentest é encontrar brechas e vulnerabilidades pelas quais pessoas mal intencionadas poderiam utilizar para cometer crimes digitais no ambiente organizacional.

De forma prática, o pentest encontrará pontos que podem ser melhorados, para evitar que cibercriminosos possam invadir e causar prejuízos. Podendo apontar melhorias nos sistemas, na rede e na infraestrutura de uma organização.

Aplicações de um pentest

Como já podemos notar, os pentests são extremamente úteis para a consolidação da segurança em um data center, ou rede empresarial. Existem várias opções de ação em que eles podem ser aplicados. 

  • Verificação de engenharia social;
  • Verificação da força das senhas;
  • Verificação das portas;
  • Varredura na rede;
  • Identificação de vulnerabilidades;
  • Revisão dos logs em sistemas;
  • Validação dos sistemas de detecção de intrusos;
  • Inspeção dos logs;
  • Revisão das políticas de segurança;
  • Melhorias nas políticas de vulnerabilidade. 

Estes são apenas alguns exemplos de aplicações nas quais o pentest pode ser usado para “testar” o nível de segurança em uma organização.

Sistemas Operacionais focados em Pentest

Alguns sistemas operacionais já foram desenvolvidos com o objetivo de auxiliar os usuários de pentests. Estes sistemas tornam os trabalhos com os testes mais práticos, pois já possuem uma porção de soluções embarcadas com esta finalidade. 

Dentre algumas soluções, podemos citar a Backbox que é baseada em Ubunto, a BackArch que utiliza a base do Linux e a KaliLinux que foi desenvolvida com base no Debian. 

Vale a pena pesquisar e conhecer outros sistemas operacionais específicos para pentests, experimentá-los para definir qual é o mais eficiente para um teste de penetração.

Principais tipos de pentest

Assim como as várias ameaças cibernéticas podem atacar um negócio, existem também várias formas de aplicar um pentest. Veja os principais tipos de teste que podem ser usados para verificar os pontos fortes e fracos de uma rede, ou de um computador.

Black Box 

Este procedimento é apelidado de “teste cego” por muitos profissionais da área. A empresa ou profissional que conduz o pentest, o realiza sem nenhum envio de informação da organização testada. Simulando assim um ataque de um “hacker” com pouco conhecimento das rotinas daquele negócio. 

White Box 

Neste outro procedimento a dificuldade é um pouco mais branda. O responsável por  realizar o pentest recebe uma informação mínima sobre a segurança da empresa onde o teste será realizado. 

Double-Blind 

Popularmente conhecido como teste Duplo-cego. É uma situação em que o mínimo de pessoas sabe da existência do teste, em alguns casos, nem a equipe de TI é informada.

Um detalhe importante é que estes testes podem ser realizados no ambiente interno, ou externo da empresa, adaptando-se a necessidade de cada cliente.

 

Estágios de um Pentest

O pentest é um processo complexo e repleto de detalhes. Por esse motivo, necessário criar um sistema com etapas para a sua realização, veja quais são elas: 

  1. Varredura – Esta etapa consiste em varrer o ambiente que se quer invadir através de ferramentas, objetivando encontrar brechas de segurança.
  2. Verificação tática – Verifica-se o comportamento de um código invasor com o resultado da primeira etapa.
  3. Exame dinâmico – Neste passo é verificado como o código se comporta em tempo real. Momento em que o responsável pela penetração reúne relatórios e todas as informações coletadas.
  4. Invasão – Com os resultados obtidos nas outras etapas, é possível fazer a penetração propriamente dita.

Nesta simulação podem ser utilizados vários tipos de ataques, geralmente as formas mais comuns são scripts web, backdoors, injeção de sql, etc.

 

Principais vantagens de um pentest

Já evidenciamos que o pentest tem como objetivo entender e encontrar vulnerabilidades em um sistema, ou em uma rede de computadores. Este processo de tentativa de invasão controlada trará muitos benefícios para os negócios que o implantarem, dente eles:

  • Avaliar a eficiência das defesas de uma organização perante um ataque;
  • Determinar a quantidade de recursos necessários para implementar melhorias na segurança de uma rede;
  • Detectar de forma automática alguns pontos fracos dificilmente detectados manualmente;
  • Demonstrar aos dirigentes das organizações como até mesmo pequenas penetrações podem causar grandes prejuízos;
  • Abrir caminhos para a modernização e implementação de novas tecnologias na organização, objetivando incrementar sua segurança digital.

Estes são os pontos mais sensíveis de melhorias que podem ser alcançados através do uso do pentest tools.

 

Pentest vs Varredura de vulnerabilidade

Apesar de ambos terem intuitos parecidos, pois estão diretamente ligados à segurança digital, os dois têm abordagens diferentes de ação.

  • Pentest – O Pentest por sua vez, utiliza de forma ativa as táticas que um hacker usaria para tentar invadir uma organização, usando uma grande gama de métodos e tentativas.
  • Varredura de vulnerabilidade – A varredura de vulnerabilidade age de forma passiva, fazendo testes automáticos em sistemas, buscando suas brechas e vulnerabilidades.

 

Continue o aprendizado no TUP4Dev

Este é apenas um pequeno resumo de tudo que envolve um pentest. Se você quer entender melhor sobre esta importante técnica de segurança e outros assuntos da área tech, participe do TUP4Dev! Um evento online e gratuito essencial para sua software house se atualizar sobre as últimas novidades do mercado tecnológico.

 

O mundo digital é repleto de ameaças e o pentest tools é uma ferramenta fundamental para que uma empresa implemente mais soluções de segurança e protejam seus ambientes, tornando-os mais seguros.

Gabriela Grillo
Gabriela Grillo
Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Assistente de Marketing da TecnoSpeed.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.