Matriz SWOT - Entenda o conceito para fazer a análise da sua empresa.

Matriz SWOT – O que é, como funciona e como fazer a análise SWOT da sua empresa.

Conceito de Matriz Swot

Entenda de forma simples e prática como a Matriz SWOT pode fazer toda a diferença no planejamento estratégico da sua Software House.

Tempo de Leitura: 4 minutos

Se você está em busca de novas ideias e novas técnicas para elevar o nível de sua Software House, a Matriz SWOT se tornará uma grande aliada.

É de conhecimento geral que a avaliação de mercado, bem como o estudo de um segmento específico e até do próprio funcionamento interno das empresas são questões importantíssimas para o desenvolvimento e sucesso do negócio. Entretanto, poucos sabem como realizar essas atividades.

É nesse momento que a matriz SWOT surge como um método incrível para analisar situações e embasar as tomadas de decisões. Entenda de forma simples e prática como a Matriz SWOT pode fazer toda a diferença no planejamento estratégico da sua Software House.

Conheça a Casa do Desenvolvedor

O que é Análise SWOT?

A análise SWOT é um método eficaz para identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. Em breve, falaremos em detalhes sobre os referidos conceitos, mas, neste momento, entenda que é uma técnica que proporciona uma visão completa, objetiva e simplificada dos fatores externos e internos que influenciam o desempenho da sua Software House.  

Os elementos da análise SWOT

O termo SWOT vem do inglês e significa “stregths”, “weakenesses”, “opportunities” e “threats”. A tradução literal resulta em: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, e por essa razão, em sua versão aportuguesada a matriz SWOT ficou conhecida como FOFA.

É importante saber que as forças e fraquezas representam os fatores internos, ou seja, evidenciam as questões que estão sob o controle da própria empresa, tanto aquelas características exclusivas e bem-sucedidas, como os fatores que carecem de melhorias.

Já as oportunidades e ameaças representam os fatores externos, são situações que estão fora do controle dos gestores, os quais devem tomar conhecimento para que sejam capazes de lidar com adversidades e aproveitar os momentos favoráveis.   

Stregths (forças)

Trata-se de um fator interno e positivo. É interno porque o controle, o poder de decisão e influência estão sob o controle da empresa.

Para identificar as forças de sua Software House você pode começar a pensar nas características que representam vantagens em relação à concorrência, pense em quais são os seus diferenciais competitivos, por quais motivos o cliente escolheu você para seguir nessa jornada.

Essas perguntas vão te direcionar para as melhores aptidões do seu negócio e revelarão as características que devem ser valorizadas e divulgadas, afinal, essas são as suas forças.

Weakenesses (fraquezas)

As fraquezas representam um fator interno e negativo, mas lembre-se, elas estão sob seu controle e você tem influência sobre elas.

Os pontos fracos da sua empresa devem ser detectados para que seja trabalhado e aperfeiçoado. Dessa maneira, ao longo do tempo, uma fraqueza identificada pode se tornar uma grande força, pois teve a atenção e o cuidado necessário para ser eliminada.

No momento de listar as fraquezas do negócio é preciso seriedade e sinceridade, pense nos motivos que fazem com o que os clientes de seu concorrente não estejam com você, porque o seu cliente não está 100% satisfeito, sua empresa entrega o que promete?

São questões importantes que vão revelar suas fraquezas, permitindo que você as elimine ou ao menos reduza seus efeitos para evitar e minimizar prejuízos.

Opportunities (oportunidades)

São fatores externos que influenciam positivamente o seu negócio. Podem apresentar-se na forma de leis, posicionamento político, mudanças na economia, modismo, enfim, refere-se a várias situações que estão fora do seu controle, mas que podem representar grandes benefícios se bem aproveitadas.

Threats (ameaças)

As ameaças estão fora do controle dos gestores, são situações que impactam negativamente a empresa, e o melhor que se pode fazer é prever a possibilidade e preparar-se para que os danos sejam controlados. São exemplos de ameaças: desastres naturais, pandemias, escassez de mão de obra, roubos.

Por onde começar uma análise SWOT?

O primeiro passo é montar a Matriz SWOT: faça o desenho e liste suas forças e fraquezas, oportunidades e ameaças.  A partir daí você já tem as informações necessárias tanto para se preparar para o pior como para usufruir das oportunidades que possam surgir.

Em seguida, relacione os fatores internos com os fatores externos. Veja quais são as forças que você deve usar para minimizar os dados de uma ameaça e para potencializar os benefícios das oportunidades.  Do mesmo modo, entenda que as fraquezas podem atrapalhar o aproveitamento das oportunidades e, no pior dos cenários, podem aumentar o perigo das ameaças.

Por fim, você deve traçar estratégias para trabalhar suas forças e fraquezas, essas variáveis estão sob o seu controle e são diretamente influenciadas por suas decisões. O plano agora é maximizar as forças e minimizar as fraquezas, para que dessa forma, a sua Software House esteja totalmente preparada para o que der e vier.

Exemplo dentro de uma empresa de software

Para melhor entendimento, trouxemos um exemplo prático da Matriz SWOT de uma Software House, confira:

Imagine uma empresa que desenvolve softwares para a indústria. Como seria a matriz desse negócio?

Como forças podemos citar que: a plataforma é uma das mais modernas do mercado, com teologia própria e, portanto, difícil de ser copiada, os colaboradores são engajados e motivados e, além disso, o suporte técnico é impecável.

Dentre as fraquezas estão: é uma empresa em crescimento, ainda desconhecida por grande parte do mercado industrial; não sabem trabalhar o marketing de suas soluções; e possuem poucos recursos para investimentos.

Ao avaliar as oportunidades identificamos que: existem investidores anjos dispostos em capitalizar o negócio e uma alta demanda pelo sistema desenvolvido.

As ameaças estão representadas pela queda na economia, alta das taxas de juros e falta de profissionais com os conhecimentos e competências necessárias para o desenvolvimento da Software House.

Conseguiu visualizar melhor agora? Esse é apenas um exemplo e agora você precisa aplicar esse conhecimento na realidade da sua empresa!

A sua Software House pode ir muito mais além! Leve a sua empresa para um novo nível ao conferir o programa Software House de Sucesso gratuitamente no fórum da Casa do Desenvolvedor, saiba tudo sobre planejamento estratégico e amplie seus horizontes.

Conclusão

Como você pode perceber, a Matriz SWOT é uma forma simples e prática para analisar a situação da empresa, considerando fatores externos e internos que direcionam um negócio. A partir de agora, as suas decisões serão muito mais seguras, pois será capaz de analisar o contexto no qual está inserido e prever os possíveis cenários que pode enfrentar.



Karina Harumi
Karina Harumi
Analista de Marketing e Inovação. Responsável pelo Fórum e pelo Blog da Casa do Desenvolvedor da TecnoSpeed, a comunidade de fortalecimento do desenvolvimento de software no Brasil e uma apaixonada pelo universo do UX/UI Design. Uma boa experiência é tudo. ♡

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.