Importância do UX Design na sua Software House

Importância do UX Design na sua Software House

Importância do UX Design na sua Software House

O principal objetivo da sua software house é crescer? Então nesse artigo você entenderá a importância do UX Design para conquistar esse objetivo.

Tempo de Leitura: 5 minutos

Os 5 segundos mais importantes do seu produto.

Você sabia que o usuário precisa no máximo de 5 segundos para formar uma opinião preliminar sobre um produto? 

Estudos realizados por psicólogos confirmam que o cérebro humano opera de forma extremamente rápida, em milésimos de segundo, assim, a primeira impressão de qualquer coisa surge na mente muito rapidamente, e é de senso comum que geralmente as pessoas tendem a se apegar às primeiras impressões, certo?!

Por isso, para você e sua empresa que estão desenvolvendo um produto, é muito importante garantir que ele seja avaliado positivamente nos primeiros 5 segundos. Essa regra é suficiente para seu produto ser amado ou odiado. 

Continue a leitura e entenda melhor porque o UX Design é tão importante para sua software house. 

O que é UX Design?

Vamos falar primeiramente sobre UX (experiência do usuário). Ela é a relação entre o produto e a pessoa que o usa. Assim, o UX Design, ou o design de experiência do usuário, se concentra na construção de produtos, moldado na experiência, como isso fará o usuário se sentir e como é fácil para ele realizar as tarefas desejadas. Ah, e isso pode ser qualquer coisa viu? Desde a sensação de um produto físico na sua mão até o quão simples é o processo de finalização da compra numa loja online. 

Resumindo, o objetivo maior do UX Design é criar experiências agradáveis, fáceis, eficientes e relevantes para o usuário. 

Segundo Don Normam, design thinker e cientista cognitivo, um dos maiores gurus do design e pai do termo "UX": 

“A experiência do usuário abrange todos os aspectos da interação do usuário final com a empresa, seus serviços e seus produtos.”

Qual a diferença entre UX e UI Design?

Se falarmos sobre UX, não podemos deixar de falar rapidamente sobre o termo design de interface do usuário (UI Design). Embora os termos UI e UX sejam frequentemente usados ​​alternadamente, existem algumas diferenças entre os dois conceitos.

Segundo Ken Norton, ex-gerente de produto do Google: 

"UX está focado na jornada do usuário para resolver um problema, já a UI é focada na aparência e função de um produto". 

O design de interface então, se refere à interface real de um produto, por exemplo, o design visual das telas pelas quais um usuário navega ao usar um app ou os botões em que ele clica ao navegar num site. O designer de interface se preocupa com todos os elementos visuais e interativos de um produto, desde a tipografia e paleta de cores, até as animações pontos de toque de navegação. E sim, esse design tem extremo impacto na experiência geral do usuário. 

O UX Design está em todo lugar, como no layout de um supermercado, a ergonomia de um veículo, a usabilidade de um aplicativo/site/sistema. Esse termo foi utilizado pela primeira vez por Don Norman nos anos 90, mas o conceito existe há muito mais tempo, só que a história do UX Design, vamos deixar para um próximo artigo, ok?!

Mentalidade centrada no usuário. 

Bom, vamos focar agora no processo de desenvolvimento de um software. 

Incorporar UX nesse processo não é apenas aplicar as ferramentas e técnicas específicas. É muito mais sobre ter uma mentalidade centrada no usuário, ou seja, focar nele e nas necessidades dele em cada fase do processo de desenvolvimento do produto. 

Deu para perceber que ter um produto de sucesso na primeira tentativa não é possível né? Já que o usuário, é um ser orgânico, de mudanças constantes. Por isso, ter essa mentalidade de design centrado no usuário é um processo interativo, que exige de você, testes e mais testes, e um constante aprimoramento até obter o melhor resultado possível. Essa é a única maneira de desenvolver um produto que agregue valor real à vida dos usuários e assim, ter uma chance maior de alcançar sucesso no mercado. 

Essa mentalidade também traz benefícios como: 

  • Aumento das vendas: usuários são mais propensos a comprar um produto ou serviço que atenda às suas necessidades de forma simples e prática. 
  • Aumento da competitividade: os usuários têm mais chance de escolher seu produto em vez do seu concorrente se seu produto atender às suas necessidades de forma mais eficaz. 
  • Economia de tempo e dinheiro: testar protótipos com usuários finais é ainda mais econômico do que fazer alterações e retrabalho.

Como Thomas Watson Jr, ex-CEO da IBM, disse em 1973:

“Um bom design é um bom negócio.”

Usabilidade: O que transforma usuários em clientes fiéis.

A usabilidade é um dos pilares mais importantes do UX Design. Ela é a habilidade de um app ou sistema em conduzir o usuário a concluir seus objetivos com eficácia, eficiência e satisfação. É a qualidade que traz a lembrança da boa experiência. 

Você se lembra de algum aplicativo que instalou e teve uma experiência ruim? Mesmo que tenha passado um tempo, você sente uma certa relutância em baixar o app novamente, certo? Pois é, a experiência ruim tem uma lembrança mais duradoura do que uma boa experiência. 

Por isso, antes de lançar seu produto, lembre-se naqueles 5 segundos que comentei no começo da matéria. Um app ou sistema funcional é ótimo, mas é improvável que as pessoas usem por muito tempo se ele não for fácil de usar. Além de ser envolvente, a navegação deve ser simples, assim, eles permanecerão fiéis ao seu produto e indicarão para outras pessoas, aumentando seu ROI. Compreender seu público e suas necessidades, transforma-os em clientes fiéis. 

Crie produtos que as pessoas gostem e usem.

É impossível falar tudo sobre a importância do UX Design na hora de desenvolvedor um produto, pois seu tema é muito amplo, mas deu para perceber nesse artigo que considerar a experiência pode te trazer bons frutos, não é mesmo? 

Mesmo que o mundo esteja cada vez mais robotizado, o desenvolvimento de software, por exemplo, continua sendo um trabalho centrado no homem, em resolver um problema do mundo real e criar soluções que transformem seus usuários em divulgadores do seu produto.

UX e CX: As diferenças e como se completam. 

Embora UX seja uma parte crucial do CX (experiência do cliente), ainda existem algumas diferenças importantes a serem consideradas. Os dois termos são frequentemente confundidos e usados de forma "nebulosa". 

O UX faz parte do CX, este que possui uma visão holística de 360° da jornada do cliente e ter um bom UX é um dos principais caminhos para o sucesso do CX, pois, se o usuário consegue ter uma boa experiência ao navegar por um app e encontra com facilidade o que necessita, sua opinião sobre a empresa dona do aplicativo é impactada positivamente. 

Aqui uma atenção: O inverso, nem sempre flui de forma positiva. Por exemplo, se o usuário acaba tendo um atendimento humano ruim, o fato dele ter usado o app com facilidade, não mudará sua percepção ruim sobre o atendimento. 

O cliente pode não saber a diferença entre UX e CX, mas você como software house, precisa ficar muito atento, pois de acordo com um estudo da PWC, os clientes, possuem uma tolerância baixíssima para experiências do cliente (CX) ruins, mesmo quando amam uma empresa ou produto, 59% irão embora após várias experiências ruins e para 17% basta apenas uma experiência ruim, isso nos Estados Unidos, na América Latina, 49% afirmam que abandonariam uma marca após uma experiência ruim.

Então, se preocupe em fazer seu cliente se sentir acolhido e ouvido, ao mesmo tempo que ele consegue utilizar seu sistema com facilidade. 

Conclusão:

Esse foco no cliente é uma meta em constante evolução, mesmo que o objetivo permaneça o mesmo, as maneiras como realizamos esses objetivos mudam sem parar. 

Quer saber mais sobre como alavancar sua Software House? 

Confira o Programa Software House de Sucesso da TecnoSpeed, que nós disponibilizamos de forma gratuita por tempo limitado. Acesse agora clicando no botão abaixo.

Karina Harumi
Karina Harumi
Analista de Marketing e Inovação. Responsável pelo Fórum e pelo Blog da Casa do Desenvolvedor da TecnoSpeed, a comunidade de fortalecimento do desenvolvimento de software no Brasil e uma apaixonada pelo universo do UX/UI Design. Uma boa experiência é tudo. ♡

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.